ITA Transportes Aéreos: atualização 19/02/2021

Receba notícias no seu celular, acesse o canal do OHM no Telegram

Olá pessoal! Desde Novembro de 2020, quando vim aqui falar sobre a ITA, algumas coisas mudaram bastante, e para melhor.

Naquela data, os processos de contratação de tripulantes (pilotos e comissários) estavam a todo o vapor e as informações sobre a frota eram poucas. Para a nossa alegria, a coisa foi ganhando corpo ao longo dos meses.

Isso por que, as primeiras turmas de tripulantes foram formadas por tripulantes que já estavam no mercado, advindos da Avianca Brasil e da Latam, inclusive nomes conhecidos no mercado. Ainda está pendente a abertura de vagas para Agente de Aeroporto, no entanto, o processo seletivo para Gerentes está acontecendo.

Sobre a ANAC e início de operações, ainda não há informações públicas sobre o andamento do processo, porém, sabe-se que para concluir o processo de certificação, há a necessidade de um avião no Brasil e de se realizar um voo para esse fim. Além disso, a empresa ainda não iniciou a vender passagens. E isso nos leva ao próximo tópico, a frota.

Sobre a frota, após o anúncio da contratação dos Airbus A320, foram aparecendo informações sobre a frota da empresa e quais seriam seus aviões. As informações apareceram no site Planespotters e traremos aqui o histórico, o futuro prefixo e a situação de cada avião.

PS-SFC: Airbus A320-232
O avião começou a voar em Março de 2004, sendo entregue novo Valuair, de Singapura, como 9V-VLA. Em 2010, foi repassado a Jetstar Asia, também de Singapura, como 9V-VLE. Ficou por 3 anos na empresa, até ir pra Anadolu Jet, subsidiária da Turkish Airlines, como TC-JUE, em Junho de 2013. Em Novembro do mesmo ano, passou a empresa mãe, mantendo o prefixo. Em Agosto de 2019, deixou a Turquia e iria para a Sky Angkor, do Camboja. No entanto, com a pandemia começando a assolar a Ásia, a empresa desistiu de operar a aeronave e devolveu-a ao seu lessor, o alemão DVB Bank.

Foi registrada como OE-IKJ e foi enviada para a base militar de Woensdrecht, no sul da Holanda, onde esteve estocado de Fevereiro até Agosto desse ano, quando foi trasladado para o aeroporto de Ciudad Real, na Espanha. Esteve ali até a data de hoje, 19 de Fevereiro de 2021, quando finalmente iniciou seu voo de entrega para a ITA, porém seguindo uma rota pelo atlântico norte.

Futuro PS-SFC da ITA, enquanto estava sendo preparado para a Sky Angkor Airlines. Acabou não sendo entregue. Foto: Johan Havelaar/JetPhotos

PS-COR: Airbus A320-232
O avião seguiu o mesmo roteiro do PS-SFC: entregue em Abril de 2004 a Valuair como 9V-VLB e em 2010 foi repassado a Jetstar Asia como 9V-VLF. Também seguiu para a Anadolu Jet como TC-JUF em Agosto de 2013 e em Janeiro de 2014 foi para a Turkish mantendo o prefixo. Em outubro de 2019, a aeronave deixou a Turkish e seguiria como EC-NHN para a espanhola Wamos Air, no entanto essa também desistiu da encomenda por conta da pandemia e voltou para o lessor. A aeronave permanece estocada em Ciudad Real desde Dezembro do ano passado, e não há previsão de entrega da aeronave.

PS-COR ainda como TC-JUF na Turkish. Na foto, o aeroporto estava no aeroporto de Cluj-Napoca, da Romênia. Foto: Stefan Alexnadru/JetPhotos

PS-TCS: Airbus A320-232
Esse avião também foi entregue em Junho de 2004 a uma empresa de Singapura, mas a TigerAir como 9V-TAA. Em Maio de 2009, a aeronave foi para a portuguesa White Airways como CS-TQK. Apos quase 2 anos, foi para a mexicana Volaris, como XA-VOU em Abril de 2011. 3 anos depois, em 2014, teve sua matrícula trocada para N516VL, mas acabou saindo em Junho de 2015, quando cruzou o mundo mais uma vez de volta a Ásia, indo para a indiana IndiGo, como VT-IDM. Em novembro de 2020, saiu da empresa e hoje se encontra estocado em Jakarta, na Indonésia.

Futuro PS-TCS como XA-VOU na Volaris. Foto: Hooks/JetPhotos

PS-AAF: Airbus A320-232
Já esse começou a voar na terra da Boeing: foi entregue em Janeiro de 2005 para a America West Airlines. Meses depois, com a fusão dela com a US Airways, como vimos na série América Fora do Radar, ele foi junto e lá ficou até Fevereiro de 2010. Naquele ano, foi para a Cyprus Airways, do Chipre, como 5B-DCH. Em Março de 2015, ele foi para a Aegean Airlines, da Grécia, mas não durou muito, em Outubro daquele mesmo ano retornou ao lessor e em Janeiro de 2016 também pegou o “Caminho das Índias”, indo para a IndiGo como VT-IDP. Em outubro de 2020, também saiu da empresa e permanece estocado em Jakarta.

Futuro PS-AAF como VT-IDP na IndiGo. Foto: Suparat Chiaratprasert/Planespotters

PS-ITA: Airbus A320-232
O avião que terá o nome da empresa em seu prefixo, começou a operar em 2005, como 9V-JSC na Jetstar Asia. Em Abril de 2013, foi para a Anadolu Jet como TC-JUG, mudando em Deembro do mesmo ano para a Turkish. No fim do ano passado, ele saiu da Turkish e assim como o PS-COR, iria para a Wamos Air como EC-NHO, mas o contrato foi cancelado e ele foi estocado em Ciudad Real, de onde partirá em breve para a ITA como PS-ITA.

Futuro PS-ITA estocado em Ciudad Real, aguardando para vir ao Brasil. Foto: Javier Rodrigues/JetPhotos

PS-SPJ: Airbus A320-232
Diferente dos outros, esse foi o único avião que seguiu uma carreira inteiramente em um país. Ele foi entregue novo, em Novembro de 2005, a companhia espanhola Spanair como EC-JNC. Em Fevereiro de 2012, deixou a empresa e em Março foi para a Vueling, subsidiária da Iberia, como EC-LQK. Com a pandemia, a empresa resolveu devolver a aeronave e ele chegou a passar alguns meses em Ciudad Real. Porém, ele retornou a Madrid e segue sendo preparado para voar para o Brasil. Inclusive, foi dele a frota que rodou pelas redes sociais pronto para o traslado e há a expectativa que ele (e não o PS-SFC) seja apresentado numa live que a empresa pretende fazer no Instagram amanhã (20/02).

Futuro PS-SPJ nas cores da Vueling como EC-LQK. Foto: Maynat/JetPhotos

PS-JCP: Airbus A320-232
Esse avião foi inicialmente construído para ser o 9V-TAJ na TigerAir de Singapura, no entanto, a empresa decidiu enviá-lo a sua filial australiana, como VH-VNC, onde chegou em Outubro de 2007. Ele voou lá até Janeiro de 2020, quando era para ir para a croata AirExplore como OM-EDA, mas ela desistiu e deixou a aeronave com o lessor e teve o prefixo temporário LZ-GNG. Agora, a aeronave está estocada em Kaunas, na Lituânia, onde será preparada para vir a ITA.

Futuro PS-JCP na Tigerair, como VH-VNC. Foto: Jeffrey.W/JetPhotos

PS-JCL: Airbus A320-232
Esse avião foi entregue a Air Via em Maio de 2012, como LZ-MDR. Porém, 1 ano depois, em 24 de Maio de 2013, enquanto operava o voo 502, de Leipzig para Varna, na hora do pouso, ele acabou saindo da pista. Isso fez a aeronave passar o resto do ano parada para reparos, voltando a voar faltando apenas 4 dias para o fim do ano. Mas no ano seguinte, já reparado, foi encaminhado para sua prova de fogo: foi operar na Pakistan International Airlines de Outubro de 2014 a Maio de 2015.

Futuro PS-JCL estocado em Tucson, no Arizona. Foto: Charlie Ramirez Jr./JetPhotos

Em Novembro, a empresa resolveu devolver a aeronave, que ficou parada por mais um período, de Dezembro daquele ano até Março de 2016, quando foi voar na IndiGo como VT-IDT. Em fevereiro de 2020, a aeronave saiu de operação e foi encaminhada para estocagem em Jakarta, na Indonésia e em Novembro foi trasladada para Tucson, no Arizona (Estados Unidos). Agora, a aeronave aguarda para vir para a ITA.

PS-ROV: Airbus A320-233
Essa aeronave, assim como a maioria das outras, começou a operar em Singapura, como 9V-SLR pela SilkAir em Março de 2013. Em Março de 2020, foi devolvido aos lessores, está estocado na França e agora, será preparado para vir a ITA.

PS-ROV ainda como 9V-SLR na SilkAir. Foto: akangaviation/Planespotters

PS-KOM: Airbus A320-233
Essa aeronave tem quase a mesma história da aeronave anterior: foi entregue em Outubro de 2013 a SilkAir, de Singapura. Em Março de 2020 foi devolvido aos lessores, também foi pra França e virá a ITA. Essa será a aeronave mais nova da empresa.

Futuro PS-KOM como 9V-SLS na SilkAir. Foto: Suparat Chiaratprasert/Planespotters

A pintura final da empresa foi anunciada hoje, em entrevista do Sidnei Piva a coluna Radar Econômico, da Veja. Ela destoará um pouco da pintura anunciada, e ao invés de apenas ITA, trará o nome completo da fuselagem: Itapemirim. Sendo assim, ficaremos no aguardo e qualquer nova notícia da empresa, traremos aqui! Muito obrigado e até a próxima!

Eric Breno

22 anos, Belo Horizonte/MG. Apaixonado por aviação e viagens no geral, principalmente viagens aéreas. "A experiência faz pela alma o que a educação faz pela mente".